Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Crimes contra bancos na Paraíba têm redução de 82% em janeiro de 2019

De acordo com o documento, janeiro de 2019, ao lado de novembro de 2018, é o mês com menos ataques a banco nos últimos três anos

Os indicadores de ocorrências contra instituições bancárias tiveram redução de 82% em janeiro de 2019 na Paraíba, de acordo com dados apresentados nesta quinta-feira (31) pelo governador João Azevedo, durante reunião realizada com gestores da Segurança e da Defesa Social.


Segundo os números aferidos pela Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Sesds, nos primeiros 30 dias do ano foram contabilizados dois casos de Crimes contra Instituições Bancárias (CIBan), enquanto que em janeiro de 2018 foram registradas 11 ocorrências (-82%). O indicador CIBan é composto pelos roubos a bancos, furtos com arrombamentos em bancos e furtos com explosão em bancos ou outros equipamentos do sistema financeiro, tais como carros-fortes.

Ainda de acordo com o documento, janeiro de 2019, ao lado de novembro de 2018, é o mês com menos ataques a banco nos últimos três anos. Para reforçar o enfrentamento a esse tipo de crime patrimonial, o secretário da Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes, ainda anunciou no início do mês uma força-tarefa baseada na integração dos órgãos operativos policiais, Polícias Civil e Militar, e polícias de outros estados. A medida ainda abrange a criação de um banco de dados com informações relativas a essas ocorrências, perfil de integrantes de quadrilhas e catalogação de material biológico.

Durante a reunião, também foi apresentado o Anuário de Segurança Pública 2018, que apontou redução de crimes contra instituições financeiras no Estado em relação a 2017. Foram 97 casos naquele ano e 76 ocorrências em 2018. Nos furtos com explosões, foram 23 registros a menos (-28%): 58 explosões em 2018, o menor número desde 2015.

SEDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário