Rádio Cenecista de Picuí

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Projeto Entre Rastros e Pegadas se destaca em Nova Palmeira e na região

Sempre divulgando suas ações nas redes sociais, já são mais de vinte sítios arqueológicos encontrados naquele município
Foto: Arquivo/Entre Rastros e Pegadas 
Projeto Entre Rastros e Pegadas
O grupo Entre Rastros e Pegadas surgiu em Nova Palmeira/PB em meados de 2016, com o intuito de promover ações que versam entre expedições e prospecções para encontrar e catalogar sítios arqueológicos, promover trilhas entre amigos visando a preservação ambiental e a proteção ao patrimônio histórico, antropológico e cultural do município.


A cidade de Nova Palmeira localiza-se na microrregião do Seridó oriental Paraibano, possuindo dimensões territoriais equivalentes a 310 Km², estando situada entre os municípios de Picuí – PB (ao norte), Pedra Lavrada – PB (ao sul) Carnaúba dos Dantas e Parelhas no vizinho Estado do Rio Grande do Norte (a oeste), com uma altitude correspondente a 558 metros em relação ao nível do mar. A população estimada é de aproximadamente 4.717 habitantes, segundo dados do IBGE, em 2010. Sua economia gira em torno da exploração mineral, agricultura familiar e olaias que fabricam telhas e tijolos para a construção.

Mascas encontradas em pedras na região da Caatinga (Foto: Arquivo/Entre Rastros e Pegadas)
“Tendo em vista a existência de lugares ao redor da cidade propícios a exploração sustentável e a práticas esportivas, segundo o relato de pessoas entendidas e conhecedoras das localidades, dispostas a exercerem atividades relacionadas a caminhadas, trilhas ecológicas, escaladas, rapel, entre outras, notou-se a necessidade da elaboração de um plano para catalogação e criação de roteiros turísticos acerca destas localidades, de maneira que garantam o desenvolvimento de atividades associadas à natureza e o reconhecimento intermunicipal e regional das práticas e atrações turísticas do nosso município”, disse Raony Borges, um dos fundadores do grupo Rastros e Pegadas.

A iniciativa deste projeto, pioneiro naquela cidade, surgiu mediante as circunstâncias de conversas e ideias traçadas por um grupo de pessoas com o comum interesse em desenvolver práticas de lazer em contato com a natureza da região, voltadas à integração social de jovens e adultos da cidade. Tornou-se de maior interesse proporcionar a interação meio-ambiente/sociedade, além de relacionar diversão, produção de saúde e cuidados ambientais associados a um objetivo único compartilhado por todos e todas que se dispuserem a fazer parte do grupo, de forma ativa ou não.

Caverna explorada pelo grupo (Foto: Arquivo/Ebtre Rastros e Pegadas)
Atualmente, após muitos achados e o virtuoso crescimento do grupo, a divulgação das ações do grupo tem chamado atenção tanto da população nova-palmeirense, quanto da região. Sempre divulgando suas ações nas redes sociais, já são mais de vinte sítios arqueológicos encontrados naquele município. Fato que denota os fantásticos resultados conseguidos pelo projeto. Essa semana, por requerimento do vereador Juscelino Cassiano (que também faz parte do grupo desde o início) foram apresentados dois requerimentos da Câmara de Vereadores, visando a criação de um museu na cidade e a aprovação de uma lei que se comprometa com a proteção irrestrita aos sítios arqueológicos de Nova Palmeira.

Outro ponto que também merece destaque, se trata do fato do grupo ter sido convidado a fazer uma apresentação para a Sociedade Paraibana de Arqueologia a respeito dos achados arqueológicos encontrados pelo grupo. Assim, é perceptível e de eventual envergadura produtiva que tal grupo, ao desenvolver e apresentar ações nesse sentido, deve receber um verdadeiro voto de aplauso social sobre tudo que vem sendo feito, já que não faz uso de nenhuma forma de dinheiro público ou tem suas atividades patrocinadas por nenhuma organização que seja. Todos os custos são bancados pelos próprios membros. Que mais iniciativas deste naipe possa acontecer em nossa sociedade!

Texto e imagens: Acervo do grupo Entre Rastros e Pegadas

2 comentários:

  1. Que maravilha em novas descobertas em nova palmeira...parabéns...

    ResponderExcluir
  2. Parabéns ao grupo pela iniciativa,isso é muito importante para o turismo e preservação da historia já que o poder público da nossa região tem pouco interesse em desenvolver o turismo local, esses grupos são de grande importância Parabéns o vereador que está ajudando o pessoal no sentido da criançao da le.como gostaria que pedra lavrada tivesse um grupo assim.

    ResponderExcluir