Rádio Cenecista de Picuí

sexta-feira, 9 de março de 2018

Desaparecimento de criança de 7 anos faz um mês sem solução

Delegado Marcos Paulo, afirmou que a investigação segue tentando apurar quem poderia ter levado Guilherme
Foto: Reprodução
Há um mês que a
criança está desaparecida
O desaparecimento do menino Guilherme, de sete anos, completa um mês neste sábado (10) sem que a Polícia Civil tenha conseguido identificar se o que houve foi realmente um crime de sequestro.


Em entrevista a TV Correio, o superintendente da Polícia Civil em João Pessoa, delegado Marcos Paulo, afirmou que a investigação segue tentando apurar quem poderia ter levado Guilherme.

“A Polícia Civil vem trabalhando incessantemente. Embora esse sumiço permaneça até a presente data não conseguimos chegar ainda se esse sumiço foi provocado por um ato criminoso. Não sabemos se ela foi colocada a força em um carro ou se saiu com algum adulto. Peço que quem viu informe ao Disque Denúncia 197 para que a gente possa investigar e trazer Guilherme para a sua família”, disse o delegado.

Já a mãe de Guilherme contou que tem esperanças de ter o filho de volta, vivo. “Ainda tenho (esperança que meu filho esteja vivo). Acho que ele está [em cativeiro] em algum canto.  Essa pessoa que está com o menino acho que não tem coração, não tem família. Não é possível. Ele é só uma criança”, disse.

Portal Correio