Rádio Cenecista de Picuí

terça-feira, 26 de junho de 2018

Vigilante é morto a tiros em Campina Grande na frente da esposa e do filho

Em menos de 24 horas, dois vigilantes foram mortos na cidade. Na segunda-feira, um profissional foi baleado em uma clínica
Mais um vigilante foi morto a tiros em Campina Grande. De acordo com a Polícia Civil, na manhã desta terça-feira (26), Edmilson Gomes da Silva, de 46 anos, foi atingido por três disparos de arma de fogo na frente da mulher e do filho recém-nascido. O crime aconteceu na rua Argemiro Carneiro da Silva, no bairro Novo Cruzeiro.


Segundo relato da família, Edmilson era vigilante do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e professor de artes marciais. Segundo a PM, por volta das 6h30, a vítima estava em um carro, em frente à casa dele, e se preparava para ir deixar a esposa no trabalho quando o suspeito fez a abordagem. Edmilson Gomes saiu do veículo e foi atingido pelos tiros.


A mulher, que seguia no banco do passageiro, estava com um bebê filho do casal no colo e viu toda a ação criminosa. A esposa de Edmilson identificou o autor dos disparos. A Polícia Militar informou que a vítima teve uma discussão, dias antes, com o homem apontado como suspeito do crime, no mesmo bairro onde foi morto.

A Polícia Militar esteve no local realizando o isolamento do corpo para que a Polícia Civil fizesse a perícia. Até a manhã desta terça-feira, o suspeito do crime ainda não foi localizado. A Polícia Civil investiga o caso.

G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário