Rádio Cenecista de Picuí

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Ouça ligação que homem fez antes de prédio cair

A única vítima encontrada até agora voltou ao prédio para ajudar outros moradores e acabou cercada pelo fogo. Ele era conhecido como 'Tatuagem'
Foto: Reprodução/TV Globo
Pedido de homem que ficou cercado pelo fogo
A única vítima encontrada até agora voltou ao prédio para ajudar outros moradores e acabou cercada pelo fogo. Reportagem do Fantástico obteve, com exclusividade, a gravação do telefonema que Ricardo Galvão fez à Polícia Militar, pedindo socorro (ouça clicando AQUI).


Na madrugada de terça-feira, dia 1º de maio, um incêndio tomou conta do edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu, centro de São Paulo. O prédio do Governo Federal estava abandonado. Dentro do prédio, Ricardo Oliveira Galvão Pinheiro, conhecido como "Tatuagem", tentava ajudar outras pessoas a sair daquele inferno. Mas ficou preso pelo fogo.

- Polícia Militar, Emergência.
- Eu tô no prédio que tá pegando fogo!
- O senhor tá dentro?
- Hã?
- O senhor tá dentro do prédio?
- Eu tô no prédio. Eu tô no último andar. Eu tô no térreo. Eu tô na, na, na cobertura! O fogo já tá aqui em cima.
- Tem a altura do número aí? Mais ou menos a rua?
- É no começo da Rio Branco. O bombeiro já tá vindo pra cá.
- Eu vou avisar que o senhor tá em cima, tá?
- Por favor! O fogo já aqui em cima perto de mim!
- Tem mais alguém com o senhor aí?
- Teve gente que não conseguiu subir por causa da fumaça. É muito tóxica.
- Tá, tá. Tá bom. Eu vou avisar aqui, tá bom?
- Por favor, manda o resgate pra mim aqui, eu tô no térreo.
- Como é que é seu nome? Qual que é seu nome, senhor?
- Ricardo de Oliveira Galvão.
- Senhor Ricardo, eu já vou avisar, tá bom? É só aguardar aí.
- Por favor, manda o helicóptero. Me tira daqui!
- Senhor, eu já tô avisando. Conte com a Polícia Militar. Boa noite.

Bombeiros tentavam salvá-lo com uma corda quando tudo veio abaixo. Eles subiram quinze andares de escada até chegar num ponto de onde pudessem fazer o resgate. Do alto de um prédio próximo, dá para ver o buraco que os bombeiros fizeram na parede para chegar até Ricardo.

Encurralado pelo fogo no teto do prédio, Ricardo começou a descer pelo cabo do para-raios. Mas o fio só chegava até o 15º andar. Ricardo ficou pendurado, à espera dos bombeiros.

Quando os bombeiros já tinham lançado a corda de salvamento, o prédio começou a desabar. Um pedaço de uma laje atingiu Ricardo em cheio. Veja mais na reportagem acima.

Fonte: Fantástico

Nenhum comentário:

Postar um comentário