Rádio Cenecista de Picuí

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Beco da Cultura é inaugurado em Nova Palmeira; artistas da velha guarda foram homenageados

Durante o ato inaugural diversas homenagens foram realizadas aos artistas locais da atualidade e os da velha guarda, com destaque especial para Maluza e Maria das Graças
Foto: Marizinha Bezerra
Talentos da velha guarda nova-palmeirense
A Gestão Construindo uma Nova História programou entre os dias 11 e 17 de novembro uma série de eventos referentes ao 54º aniversário de emancipação política de Nova Palmira. Comente no final da matéria.


Nesta segunda-feira (13), a população lotou a Travessa Maria Mártir, no Centro da cidade, para a inauguração do Beco da Cultura.
 
População lotou o Beco da Cultura (Foto: João Medeiros)
Durante o ato inaugural diversas apresentações foram realizadas com os prodígios da nova geração. Mas, o momento mais esperado foi o instante em que as artistas da velha guarda, Maluza e Maria das Graças, foram homenageadas.

O espaço, que foi desenhado e pintado por grafiteiros, irá reunir constantemente inúmeras manifestações culturais e artísticas dos talentos nova-palmeirenses, incentivando assim, a continuidade dos costumes locais.

“O Beco da Cultura, também considerado o Beco de Severo, tem toda uma importância para a história da cidade. É uma recordação dos tempos idos, a começar da malhação dos judas ali realizadas, as brincadeiras de baleadas entre as crianças e até das missas que foram celebradas. Enfim, tem toda uma história de vida que lembra a terra da gente, um lugar onde a gente nasceu e cresceu e onde vivenciamos o beco, por onde passavam as águas do barreiro do estado, como era conhecido, que sangrava e descia o riacho do jerimum para desaguar no rio”, expressou a poetisa, Marizinha.

A programação festiva segue até a próxima sexta-feira 17, e contará com várias atividades, entre elas: palestras, alvorada, apresentações de fanfarras e shows em praça pública.

Blog NP