Rádio Cenecista de Picuí

domingo, 6 de agosto de 2017

Passageira acha dinheiro e fatura esquecidos em ônibus, paga e dá lição de cidadania, em JP

Caso aconteceu na quinta-feira, quando Claudineia Santos esqueceu uma fatura e R$ 600 em um ônibus da linha 5100. Ao achar o valor, Silviane Cunha pagou a fatura e postou a ação nas redes sociais
Reprodução/Facebook
Ação viralizou nas redes sociais
Crimes apurados pela operação Lava Jato, liberação de emendas parlamentares para deputados federais em troca de votos para negar denúncia de corrupção contra o presidente da República e um prefeito da Grande João Pessoa preso por cobrar dinheiro de empresários para liberação de pagamentos são exemplos de suspeitas de crimes de corrupção que assolam o Brasil. Esses atos poderiam incentivar a população a agir de maneira corrupta, mas em João Pessoa, a operadora de caixa de delivery Silviane Cunha, de 30 anos, deu exemplo (que deveria ser rotina na vida de qualquer cidadão) e pagou uma fatura de cartão de crédito junto com R$ 600 que haviam sido esquecidos por uma mulher dentro de um ônibus do transporte coletivo da Capital.


O caso aconteceu nessa quinta-feira (3) a tarde. Ao Portal Correio, Silviane contou que achou a fatura, em nome de Claudineia Santos, e o dinheiro dentro do ônibus após trocar de lugar para fugir do sol.

“Foi em Mangabeira, no ônibus 5100. Eu estava do lado do sol e resolvi trocar de lugar quando uma mulher saiu de uma cadeira que estava na sombra. Me levantei quando ela desceu do ônibus só que antes de eu sentar percebi um envelope na cadeira. Quando abri o envelope vi a fatura e os R$ 600 juntos, então guardei na bolsa”, contou Silviane.

Silviane também contou que efetuou o pagamento da fatura na sexta-feira (4) quando passou por um posto de atendimento bancário no caminho para o trabalho. Depois, preocupada em avisar a mulher que a fatura havia sido paga, Silviane postou um aviso em uma rede social. Esse aviso, até a publicação desta matéria, já tinha mais de 3,8 mil curtidas, 787 comentários e 5,1 mil compartilhamentos no Facebook.

“Há uns meses minha casa foi invadida, me levaram quase tudo e pessoas próximas me ajudaram com doações. Ganhou um pouco mais do que um salário mínimo e esse dinheiro é o que tenho para sustentar minha família, que sou eu e minha filha de 4 anos. Eu sou grata a Deus então retribuo fazendo o que sei que é o justo. Também tive uma boa educação, minha mãe sempre me ensinou a não ficar com o que não me pertence”, afirmou Silviane.

Encontro 
Neste sábado, Silviane conseguiu contato com Claudineia Santos e as duas se encontraram. No encontro, Claudineia agradeceu a atitude a tratou Silvianei como um “anjo”.

“Foi uma atitude muita louvável e grandiosa. Quando eu estava no ônibus pensei ter colocado o envelope no bolso e desci. Só me dei conta que não tinha  mais com o envelope quando estava na rua e já não tinha mais o que fazer. Mas, Deus colocou um anjo para encontrar o envelope e fazer o que ela fez. Agradeço muito pois nesse mundo que vivemos e muito difícil encontrar pessoas assim.

Halan Azevedo - Portal Correio

Para postar um comentário:

“É livre a manifestação de opiniões, sendo vedado o anonimato”

Nenhum comentário:

Postar um comentário