Rádio Cenecista de Picuí

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Hospital de Traumatologia e Ortopedia da Paraíba realiza cirurgia em idoso de 107 anos

O aposentado José Barbosa é considerado o paciente mais idoso a passar por procedimento cirúrgico na instituição
Foto: Divulgação
Seu José Barbosa passa bem e já está em casa
A equipe de ortopedia do Hospital de Traumatologia e Ortopedia da Paraíba (Htop), unidade de retaguarda do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, realizou uma cirurgia em um idoso de 107 anos, que quebrou o fêmur da perna esquerda, após sofrer um acidente em casa. O procedimento médico foi realizado com sucesso e o aposentado José Barbosa, considerado o paciente mais idoso a passar por procedimento cirúrgico na instituição, já recebeu alta hospitalar.


A acompanhante do idoso, Juvina Cristina Gomes, amiga dele, falou sobre as causas do acidente e agradeceu a equipe do hospital pelos cuidados prestados ao paciente. “Seu José é um senhor muito ativo, por isso foi pegar um objeto no chão e não conseguiu se equilibrar e caiu quebrando a perna. Graças a Deus, ele teve toda assistência necessária, em dois dias ele fez a cirurgia necessária. Todos aqui têm maior carinho por ele. Agradecemos por tudo que fizeram e estão fazendo por nós”, destacou.

José Barbosa, de 107 anos, confirma os dados preocupantes divulgados pela instituição de acidentes domésticos com idosos. Apenas no primeiro semestre deste ano, o número já atingiu mais de sete mil, resultando em uma média de 41 casos por dia. Durante o ano de 2016, quase 13.500 atendimentos a idosos foram realizados no Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. De acordo com os números do Serviço de Arquivo Médico e Estatística (Same) da unidade, os principais motivos de atendimento foram: queda (1856), acidente vascular cerebral (1081) e trauma (408).

Ainda de acordo com essas informações, a maioria dos pacientes está situada na faixa-etária dos 60 aos 79 anos e é composta por mulheres. Os dados também apontam que os municípios de Santa Rita (424) e Bayeux (406), além do bairro de Mangabeira (380), em João Pessoa, são as procedências mais frequentes.

Protocolo do trauma no Idoso – O Estatuto do Idoso assegura-lhe o direito à atenção integral à saúde. Tendo isso em vista, o Hospital de Trauma da capital conta com o Protocolo Gerenciado do trauma no idoso, que tem como objetivo reduzir o tempo de espera e organizar o fluxo. Com isso, as equipes da instituição recebem orientações de como proceder em situações que envolvam vítimas de 60 anos ou mais.

Quando o paciente acima dos 60 anos de idade entra na emergência, ele passa por uma análise e os exames são solicitados na entrada. O agendamento cirúrgico dele passa na frente dos outros, para cumprir uma determinação do Estatuto.

Ascom/Governo da Paraíba

Para postar um comentário:

“É livre a manifestação de opiniões, sendo vedado o anonimato”