Rádio Cenecista de Picuí

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Número de homicídios sobe 104% em dez anos na PB, mas taxa cai desde 2011

Pesquisa do Ipea indica que foram 1.522 mortes em 2015; taxa já chegou a 42,6 em 2011, mas caiu até 38,3

O número total de homicídios na Paraíba mais do que dobrou em dez anos, de acordo com pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgados nesta segunda-feira (5). Enquanto em 2005 foram registrados 745 homicídios, em em 2015 foram 1.522.


Apesar deste pulo, desde 2011 a taxa em relação ao tamanho da população está caindo. Enquanto em 2005 a taxa de homicídios no estado era de 20,7, em 2011 ela chegou a 42,6 e foi caindo até chegar 38,3 em 2015, de acordo com o relatório do Ipea.

O registro de jovens entre 15 e 29 anos mortos de forma violenta acompanhou o movimento do número geral na Paraíba, mais do que dobrando em dez anos. Foram 828 mortes em 2015 contra 403 em 2005. Da mesma forma, o número cresceu até 2011, quando foram 915 crimes, quando começou a cair. Mesmo com o crescimento da população, a taxa de crimes para cada 100 mil habitantes demonstra que o volume de mortes cresceu de forma mais veloz, pulando de 38,1 em 2005 para 82,9 em 2015.

Cidades mais violentas
Entre as cidades, Santa Rita registrou 100 homicídios em 2015, o que representa uma taxa de 74,1 mortes para cada 100 mil habitantes no ano, o mais alto da Paraíba. Este resultado fez com que a cidade esteja na lista das 30 cidades mais violentas do Brasil, ocupando a 22ª colocação.

No ranking paraibano, João Pessoa tem o maior número absoluto de mortes, com 467 homicídios e 9 Mortes Violentas com Causa Indeterminada (MVCI). Mas, proporcionalmente, a capital ocupa a segunda colocação, já que somando os dois tipos de crime, a taxa é de 60,1 para cada 100 mil habitantes.

Por conta da diferença no tamanho da população das cidades, Patos, no Sertão, ficou com taxa mais alta que Campina Grande, no Agreste, apesar de ter um total menor de crimes. No terceiro lugar na proporção, Patos registrou 58 homicídios e 2 MVCI, com taxa de 56,4 crimes para cada 100 mil habitantes. Já Campina Grande fica em quarto lugar, com 169 homicídios e taxa de 41,7 para cada 100 mil habitantes.

G1 PB

Para postar um comentário:

“É livre a manifestação de opiniões, sendo vedado o anonimato”