Rádio Cenecista de Picuí

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Prefeitura interdita acesso de carros e motos a açude que sangrou pela segunda vez na PB

Medida, de acordo com o secretário de Agropecuária, Ciências, Tecnologia e Meio Ambiente de Taperoá, Horácio Santos, é para prevenir acidentes
Divulgação/Luciano Silva
Açude Manoel Marcionilo, em Taperoá
A Prefeitura de Taperoá, no Cariri paraibano, a 260 quilômetros de João Pessoa, interditou, nesta quinta-feira (11) o acesso de pessoas com carros e moto ao balde do açude Manoel Marcionilo, que sangrou na última semana. A medida, de acordo com o secretário de Agropecuária, Ciências, Tecnologia e Meio Ambiente, Horácio Santos, é para prevenir acidentes.


Em contato com o Portal Correio, Horácio Santos disse que muitas pessoas estavam indo para o açude beber e como o fluxo de moradores para ver a sangria do reservatório está muito grande, a prefeitura resolveu interditar o acesso. “É uma medida preventiva. Havia uma reclamação de pessoas, principalmente idosas, que poderiam estar colocando suas vidas em risco e por isso achamos por bem tomar essa decisão”, explicou.

Horácio disse que o acesso de pedestres, contudo, está liberado e que a interdição não tem previsão para acabar. 

Ele adiantou que após o fim da sangria do açude, deverá procurar o Ministério Público para que o banho no reservatório seja proibido. Para o secretário, a medida visa garantir a qualidade da água distribuída à população.

Portal Correio

Para postar um comentário:

“É livre a manifestação de opiniões, sendo vedado o anonimato”

Nenhum comentário:

Postar um comentário