Rádio Cenecista de Picuí

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Pacientes enfrentam madrugada na fila por atendimento em NP; gestão emite nota de esclarecimento

Uma fila imensa se formou nas primeiras horas desta quarta-feira (31) em busca do atendimento gratuito oferecido pelo município
Imagem compartilhada no WhatsApp
Um popular chegou a levar uma rede para descansar enquanto esperava na fila
Dezenas de pessoas chegaram ainda de madrugada na Unidade Básica de Saúde (UBS) Dr Francisco Medeiros Dantas, em Nova Palmeira, e ficaram até as primeiras horas da manhã desta quarta-feira, 31 de maio, em busca de agendamento com o cirurgião-dentista da ESF I, Thiago Santos de Oliveira.


Logo cedo, uma fila imensa se formou em busca do atendimento gratuito oferecido pelo município. No entanto, como muitos não conseguiram, a revolta tomou conta das ruas da cidade e das redes sociais. “Teve pessoa que chegou a levar uma rede para se deitar enquanto esperava ser chamado”, disse um internauta.

Agendamento

Existem os grupos de atendimentos que têm seus dias garantidos, como as grávidas, hipertensos, crianças (um dia por semana) e a saúde do trabalhador. O agendamento para o público em geral é realizado com os três agentes de saúde do município, sendo 32 para cada agente, totalizando quase 100 vagas mensais. A consulta é marcada uma vez, sempre no último dia de cada mês. O serviço dá direito a uma pessoa por residência a cada trinta dias, salvo que haja uma urgência.

Com o sistema adotado, muitas pessoas desaprovaram o novo método de atuação implantado pela secretaria e tentaram explicar o que está realmente acontecendo.

“O PMAQ¹ e o ESF² exigem demanda livre e diz que eu chegue na unidade e que eu tenha atendimento. Do jeito que estão fazendo ninguém vai procurar o posto, pois só tem o agendamento, e se não conseguir marcar não adianta mais ir ao dentista, pois não vai ter vaga. Eles acharam que seria melhor, mas não foi, pois com a competência do dentista, a demanda se torna ainda muito maior. Criaram o agendamento e no primeiro mês, como era novidade, não deu tanta gente, mas no segundo mês foi o caos que se viu”, comentou uma popular que preferiu não se identificar.

“Não existe uma demanda livre, tipo, se você precisar (como habitante nova-palmeirense) não haverá essa vaga, a não ser que se abra uma exceção”, disse outra nova-palmeirense, que também achou melhor ficar no anonimato.

O Blog NP entrou em contato com a Secretaria de Saúde Municipal, através da Coordenação da Atenção Básica de Nova Palmeira, que se mostrou prestativa em esclarecer a situação, divulgando a seguinte nota de esclarecimento:

O agendamento para o atendimento em consulta odontológica na Unidade Básica de Saúde da Família Dr. Francisco Medeiros Dantas – ESF I (Zona Urbana) segue acontecendo conforme preconiza o Ministério da Saúde em Portaria 2488/11 que aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes e normas para a organização da Atenção Básica, para a Estratégia Saúde da Família (ESF), Estratégia de Saúde Bucal (ESB) e o Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS); pela Portaria nº 1.654, de 19 de julho de 2011, que institui o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade – PMAQ, que esmiúça dentre outras ações, a realização atividades programadas, como o agendamento e de atenção à demanda espontânea; e pelas Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal – Brasil Sorridente – Ministério da Saúde. Por tanto, os atendimentos que já são realizados pelo o cirurgião-dentista da ESF I, Thiago Santos de Oliveira e pela auxiliar de saúde bucal, Vitória Maria dos Santos Macedo estão preconizados por Lei ministerial, de acordo com a estratégia de saúde bucal, formulada pela equipe da Estratégia Saúde da Família I.

No mês de abril de 2017 os atendimentos odontológicos que ainda não haviam sido organizados pelo agendamento, segundo preconiza o PMAQ e as Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal, ficaram restritos a uma média de 20 famílias. Em contrapartida, ao implementarmos o que rege as Leis e diretrizes referidas acima, houve um aumento significativo de 72 famílias, totalizando 92 famílias nova-palmeirenses assistidas; além do atendimento que já é realizado em âmbito ambulatorial à demanda espontânea; aumento do número de atendimento às gestantes; e pessoas com necessidades específicas; saúde do trabalhador e Programa Saúde na Escola – PSE. Dessa forma, a população nova-palmeirense vem sendo contemplada com um serviço planejado, qualificado e organizado, realizado pela atenção básica, na figura da Estratégia de Saúde Bucal.

A fim de melhorar a qualidade do serviço ofertado à população de Nova Palmeira – PB, no que diz respeito à marcação para o atendimento odontológico, a coordenadora da atenção básica do município juntamente com a equipe da ESF I e ESB, irão se reunir a fim de discutir, planejar e reorganizar, os pressupostos da melhoria do serviço. Seguindo os princípios do Sistema Único de Saúde – SUS, listados na normatização, Lei 8080/90.

Atenciosamente, Coordenação da Atenção Básica de Nova Palmeira-PB

¹ Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica
² Estratégia Saúde da Família

Blog NP

Para postar um comentário:

“É livre a manifestação de opiniões, sendo vedado o anonimato”

Nenhum comentário:

Postar um comentário