Rádio Cenecista de Picuí

segunda-feira, 29 de maio de 2017

IFPB modifica período de inscrições para 985 vagas em ensino técnico; confira

São 14 campi e a inscrição será feita online, sem custo, de 1 a 26 de junho

O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) publicou edital de seleção para o Processo Seletivo de Cursos Técnicos (PSCT 2017.2). A oportunidade é para os cursos técnicos subsequentes (voltados a quem já concluiu o ensino médio). São 985 vagas e há campi oferecendo cursos técnicos pela primeira vez, como é o caso de Areia, Santa Luzia e Soledade. As inscrições, que inicialmente seriam feitas de 26 de maio a 18 de junho, serão efetuadas de 1 a 26 de junho. Confira aqui editais e retificações.


A seleção será pela análise do desempenho escolar em Língua Portuguesa e Matemática, no 1º e 2º ano do ensino médio, ou por meio de análise do desempenho no Enem nas provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. A inscrição é feita online e não há pagamento de taxa.

Em Areia, o curso é de Técnico em Serviços de Restaurante e Bar. No Campus Cabedelo, são os cursos de Meio Ambiente e de Química. Em Cabedelo Centro, é para Técnico em Transações Imobiliárias. Em Cajazeiras, as oportunidades são para Edificações e Eletromecânica. Em Campina Grande, os cursos são Informática, Manutenção e Suporte em Informática e Mineração. Em Esperança, o curso é de Informática. No Campus Mangabeira, na Capital, o curso é Cuidados de Idosos. Em Monteiro, é para Instrumento Musical.

No Campus João Pessoa, as vagas estão distribuídas pelos cursos de Edificações, Eletrônica, Eletrotécnica, Equipamentos Biomédicos, Mecânica, Secretariado, Instrumento Musical. Em Patos, são cursos de Edificações, Eletrotécnica e Manutenção e Suporte em Informática. Em Picuí, são turmas de Manutenção e Suporte em Informática e de Mineração. Em Princesa Isabel, também é Manutenção e Suporte em Informática. Em Santa Luzia e Soledade, são turmas de Informática. 

O IFPB reserva metade das vagas para quem estudou na rede pública. Desse montante, metade é reservada para candidatos com renda familiar per capita mensal de até 1,5 salário mínimo. Ainda nesse universo, há reserva de vagas para pessoas negras, indígenas e pardas. Pessoas com deficiência têm 5% das vagas reservadas.

Portal Correio

Para postar um comentário:

“É livre a manifestação de opiniões, sendo vedado o anonimato”