Rádio Cenecista de Picuí

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Comandante do 9º BPM relata detalhes sobre operação que culminou em prisões e apreensões

Policiais do 9º BPM enfrentaram os bandidos fortemente armados numa troca de tiros tensa
Foto: Divulgação
Bandidos foram capturados após tentativa de assalto ao Bradesco de Cuité
No início dessa noite de quinta-feira (11), por ocasião da chegada dos policiais com cinco acusados do crime ocorrido na madrugada (onde bandidos explodiram a agência do Bradesco e fizeram reféns), o tenente-coronel Afonso Galvão, comandante do 9º Batalhão, que participou desde o início e fez questão de estar com demais policiais dentro do matagal, disse que a Polícia Militar foi acionada por disparos, onde uma quadrilha especializada em roubos a bancos agiu em desfavor a agência do Bradesco. Os policiais já estavam em parceria com outros órgãos, monitorando essa quadrilha e já estavam atentos para recebê-los, assim garantindo a segurança da população.


De acordo com Galvão, de início os policiais, através de um contato com o comandante geral, receberam reforços do grupo tático aéreo, o grupo de operação e sobrevivência da Caatinga, e também de policiais militares disponibilizados pelo 9º Batalhão. Com esse aparato se depararam com os bandidos fortemente armados, que iniciaram uma troca de tiros bastante tensa, porém, para proteger a vida dos reféns, os policiais tiveram que recuar, e de forma estratégica foi montada uma operação na região, que resultou na prisão de cinco bandidos, em Barra de Santa Rosa, mais precisamente numa região rural, que foram identificados como: José Ednaldo da Silva, natural de Algodão de Jandaíra, Edson Ferreira da Silva, natural do Damião, Abravanel Alves da Silva, Lucas da Silva Machado, ambos natural de Remígio e Francisco de Assis da Silva Casado, natural de Barra de Santa Rosa.

Foram encontrados com o grupo, uma espingarda 12, com diversas munições, um rifle de calibre 38, vários explosivos, materiais usados para arrombamentos, grampos. Ainda conseguiram apreender cinco veículos, que foram usados na ação criminosa, e uma motocicleta. Após 16 horas de operação, o delegado de plantão recebeu os meliantes para a autuação por roubo, formação de quadrilha, tentativa de homicídio, entre outros artigos.

O comandante Galvão frisa que foi uma demanda grande, porém, a Polícia Militar se empenhou ao máximo e tem certeza que, pelos aplausos, a população deu uma resposta à altura que esses elementos estavam precisando receber.

Centenas de pessoas esperaram próximos à delegacia para recepcionar a polícia pelo o trabalho nessa ocorrência, deixando os policiais fortalecidos e felizes pelo o reconhecimento de seu trabalho.

Rede Mais Notícias

Para postar um comentário:

“É livre a manifestação de opiniões, sendo vedado o anonimato”