Rádio Cenecista de Picuí

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Retirada de camas de UPA no Sertão causa confusão e caso vai parar na delegacia

Segundo deputado, equipamentos pertencem a hospital em Campina Grande e prefeitura de Sousa sabia da devolução

Dois homens foram levados para delegacia, na noite dessa terça-feira (6), após serem flagrados em um caminhão transportando 10 camas retiradas da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Sousa, Sertão do estado, a 438 km de João Pessoa. A abordagem ao veículo aconteceu por volta das 20h30, na rodovia que liga Sousa ao município de Aparecida.


Segundo a Polícia Militar, a denúncia da retirada das camas foi feita por pessoas ligadas à equipe de transição da gestão municipal. Ao serem abordados pela polícia, os homens que levavam a carga disseram que foram contratados pelo deputado estadual Renato Gadelha para realizar o serviço.

Em nota divulgada à imprensa, o parlamentar esclareceu que as camas são propriedade do Hospital João XXII, em Campina Grande, do qual Renato Gadelha é ex-diretor, e teriam sido apenas emprestadas à prefeitura de Sousa.

O deputado também garantiu que a Secretaria de Saúde de Sousa estava ciente da retirada. Ele falou que sugeriu à PM que as camas fossem levadas de volta à UPA até que ficasse comprovada a propriedade dos equipamentos, mas a sugestão não foi acatada.

“O hospital fez a solicitação que foi, prontamente, atendida pela prefeitura. A posse das camas será comprovada e ficará claro que tudo não passou de um mal-entendido. Tentou-se criar um fato político, mas toda a documentação necessária será apresentada e as camas seguirão o seu devido destino", relatou.

Até a publicação desta matéria, as 10 camas continuavam apreendidas pela Polícia Civil. O delegado responsável pelo caso, Roberto Barros, informou ao Portal Correio que aguardava documentos que comprovassem a quem os equipamentos pertencem para poder liberá-los. 

Portal Correio

Para postar um comentário:

“É livre a manifestação de opiniões, sendo vedado o anonimato”

Nenhum comentário:

Postar um comentário