Rádio Cenecista de Picuí

domingo, 11 de dezembro de 2016

Policial é preso e autuado na Lei Maria da Penha após agredir ex-companheira, na PB

Ele está separado da esposa há aproximadamente 15 dias, mas não aceitava o fim do relacionamento

Um soldado da Polícia Militar foi preso e autuado na Lei Maria da Penha, após agredir a ex-companheira e ameaçar a família de morte, no município de Sousa, Sertão do estado, a 438 km de João Pessoa. O caso aconteceu nessa sexta-feira (9), mas só foi divulgado na tarde deste sábado (10).


De acordo com o delegado Vicente Onório, o policial está separado da esposa há aproximadamente 15 dias, mas não aceita o fim do relacionamento.

“A vítima estava na casa da irmã quando o policial chegou pedindo para o casamento ser reatado. Ele chegou a fazer ameaças, dizer que poderia fazer alguma ‘besteira’ com a família, mas ela não o aceitou de volta e acabou sendo agredida”, contou o delegado, ao Portal Correio.

Conforme Vicente Onório, a ex-companheira do policial e a irmã dela acionaram a PM, que prendeu o soldado em flagrante. Exame de corpo delito realizado no Hospital Regional de Sousa comprovou a agressão sofrida pela mulher. Ao delegado, a vítima relatou que já tinha sofrido violência outras vezes.

“O policial militar alega que tem problemas mentais e por isso não consegue controlar ataques de fúria, porém ele não apresenta nenhum documento que ateste legalmente a doença. Então, ele foi autuado na Lei Maria da Penha e transferido para o Batalhão da PM, onde ficará a disposição da Justiça”, completou o delegado. 

Portal Correio

Para postar um comentário:

“É livre a manifestação de opiniões, sendo vedado o anonimato”

Nenhum comentário:

Postar um comentário